Liniker relê clássico “Negro Gato” para filme da Disney+
10/07/2024 03:42 em Música

A trilha sonora do longa “Cedo Demais”, dirigido por José Lavigne, estrelado por Yuri Marçal, Thati Lopes e Vitor Thiré, e disponível no Star + Disney +, reúne cenas emocionantes e divertidas sempre embaladas por rica trilha sonora, chegou às plataformas de áudio e no YouTube.

O álbum apresenta uma interpretação inédita de Liniker para o clássico “Negro Gato”(de Getúlio Côrtes, imortalizado na voz de Luiz Melodia) e um clipe com imagens da gravação em estúdio, cenas do filme e animações. A trilha ainda conta com Toni Garrido cantando “Veleiro Azul” (de Luiz Melodia), Priscila Tossan em “Cine Odeon”, Leo Gandelman e 3030 em “Mundo de Ilusões”, Lucio K e o produtor musical do longa Marcos Kuzka Cunha em “Baby Brasil Africa”, entre outros artistas. O EP de sete faixas é uma parceria da produtora cinematográfica Raccord com o selo musical Diversão & Arte.

“A criação da trilha desse filme foi inusitada porque a pandemia aconteceu no meio das gravações. Se antes eu trabalhava só com o diretor, tivemos envolvimento neste processo de várias pessoas, opiniões diversas, outras referências. Foi um trabalho de equipe muito legal”, conta Marcos Kuzka, lembrando que experimentou diferentes tracks durante a edição. Algumas se mantiveram e outras foram substituídas na montagem final. “Nos inspiramos muito em músicas pop, daquelas que invariavelmente tocam no rádio, e música eletrônica”, diz.

Sobre a escolha de Liniker para interpretar “Negro Gato”, o supervisor musical Geraldinho Magalhães explica: “Percebi que a letra, envolvente e conhecida, funcionaria muito bem com o personagem do Yuri Marçal. Logo pensei na Liniker e ela brilhou nessa gravação. Passeou divinamente entre os diferentes momentos da canção, como R&B, choro, batidões, e ainda trouxe uma originalidade e humor muito pessoais à faixa. Surfou bonito na onda”, elogia.

Já a participação de Toni Garrido reforça o envolvimento dele com a produtora do filme. Ele é uma espécie de amuleto da Raccord, também responsável pelo filme “Como Ser Solteiro”, cuja interpretação para a música-tema “Solteiro no Rio de Janeiro” foi sucesso nacional. “Quando o diretor pediu uma versão lado B do Luiz Melodia, rapidamente me veio o Toni, que prontamente topou a empreitada e se envolveu em toda a produção da faixa. Virou uma deliciosa salsa carioca”, lembra Geraldinho.

COMENTÁRIOS